terça-feira, 16 de outubro de 2018

FORQUILHA-CE - QUADRILHA FORTEMENTE ARMADA INVADE FÁBRICA DE PNEUS E ROUBA TOYOTA HILUX


Foto: Divulgação/Sobral 24 horas
Na tarde desta segunda-feira (15), por volta das 16:00hs, seis elementos armados de pistolas em uma Toyota Hilux prata, invadiram a fábrica de pneus, "Brasil Cap", e roubaram uma Toyota Hilux preta de placas HUQ-5396.
Logo após o roubo, os criminosos fugiram em rumo ignorado.
A Polícia foi acionada, diligenciou, mas os assaltantes e a Hilux não foram localizados.

Quem souber informações do paradeiro da caminhonete, ligar para o telefone da Polícia (190). O sigilo das informações é 100% garantido.

Fonte: Sobral 24 horas.com

IPU-CE - ADVOGADO DR. JÚNIOR PEREIRA COMETE SUICÍDIO DENTRO DA SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO


Foto: Divulgação
Na manhã desta terça-feira (16), por volta das 8hs da manhã o advogado Dr. Júnior Pereira chegou na Secretaria de Educação e foi até à sala da sua ex-mulher, ao chegar no local disparou um tiro contra sua cabeça, tirando a própria vida.
Segundo informações, o mesmo estaria passando por problemas emocionais particulares.

O advogado Dr. Júnior Pereira era procurador da Prefeitura de Ipu.
Na parte de fora da Secretaria de Educação, populares e amigos estavam perplexos com o fato acontecido.
O corpo permaneceu no local até a chegada do IML.

Fonte: Netcina

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Por que o número de furacões está aumentando com o aquecimento global?


Rafael BattagliaFuracão© Getty Images Furacão

Harvey, Irma, Maria, Florence…Você já teve a impressão que o número de furacões aumentou nos últimos tempos? Se a resposta for sim, saiba que está correto: um estudo publicado na revista Science mostrou que 2017 foi um ano acima da média para esse tipo de fenômeno – e o culpado pode ser o aquecimento global.
De acordo com a pesquisa, o Oceano Atlântico foi palco de seis grandes furacões (com ventos acima de 178 km/h) no ano passado, o dobro da média de três tempestades do gênero, número que vinha se mantendo desde 2000. Antes disso, a incidência era ainda menor: dois grandes furacões por ano.
O estudo simulou vários cenários climáticos em computador. Cruzando os dados obtidos, ele relacionou o aumento da temperatura de uma faixa específica no Atlântico (entre o sul da Flórida e o norte da América do Sul, indo até o oeste da África) tanto com causas naturais quanto as provocadas por humanos, como a queima de carvão, petróleo e gás.
Gráfico do número de eventos meteorológicos relevantes na América do Norte de 2000 à 2017: 2017 foi o ano com o maior número de grandes eventos meteorológicos na América do Norte. Fonte: NatCat Service© Superinteressante 2017 foi o ano com o maior número de grandes eventos meteorológicos na América do Norte. Fonte: NatCat Service
Águas quentes funcionam como combustível para furacões. Eles se formam quando a temperatura está acima de 27oC e, quanto mais quente o oceano estiver, maiores são as chances da tempestade se formar – e menores são de ela perder a intensidade com o passar do tempo.
“Vamos ter temporadas de furacões mais ativas, como a de 2017, no futuro”, disse Hiro Murakami, cientista climático do NOAA (Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos EUA) e principal autor do estudo, em entrevista a agência Associated Press. A pesquisa traçou um cenário preocupante: até 2100, a média de grandes furacões no Atlântico irá aumentar ainda mais, para oito por ano.
A pesquisa recebeu algumas críticas de cientistas da área, que afirmaram que a relação entre fenômenos climáticos extremos e o aquecimento global não é tão simples assim. No entanto, uma coisa é fato: o oceano Atlântico está ficando cada vez mais quente, e num ritmo maior do que os outros.
Fonte:https://www.msn.com/pt-br/clima/noticias-do-clima/por-que-o-n%C3%BAmero-de-furac%C3%B5es-est%C3%A1-aumentando-com-o-aquecimento-global/ar-BBOfJbx

Furacão Michael deixa casas devastadas e árvores caídas em passagem pela Flórida

Casa e veículo são destruídos após a passagem do furacão Michael em Mexico Beach, Flórida - 11/10/2018

A violência do furacão Michael ficou visível nesta quinta-feira em cidades costeiras devastadas na Flórida, onde fileiras de casas foram arrancadas de suas fundações, telhados arrancados de escolas pela força quase recorde da tempestade que deixou seis mortos.
Panes de comunicação e ruas bloqueadas por árvores caídas, linhas de transmissão espalhadas e destroços tornavam difícil fazer uma avaliação completa dos estragos causados pelo Michael nesta quinta-feira, mas o quadro inicial é desolador.
O Michael se abateu sobre o litoral noroeste da Flórida perto da pequena cidade de Mexico Beach na quarta-feira com ventos de 250 quilômetros por hora, empurrando uma parede de água do mar sobre o continente. O céu clareou nesta quinta-feira, um contraste com a chuva torrencial do dia anterior.
Vídeos feitos pela rede CNN a partir de um helicóptero mostraram que as casas de Mexico Beach próximas ao mar perderam tudo, menos as fundações. Algumas quadras mais adentro do continente, cerca de metade dos lares foram reduzidos a pilhas de madeira e paredes laterais, e aqueles ainda de pé sofreram danos graves.
A tempestade, o terceiro furacão mais intenso a atingir o território continental dos Estados Unidos, enfraqueceu de madrugada e se tornou uma tempestade tropical, seguindo para o nordeste nesta quinta-feira e provocando chuvas fortes na Geórgia e nas Carolinas, Estados que ainda estão se recuperando da passagem do furacão Florence um mês atrás.
O furacão matou ao menos seis pessoas na Flórida, na Geórgia e na Carolina do Norte com queda de árvores e outros incidentes relacionados ao furacão, disseram autoridades e a mídia local.
Os feridos na Flórida foram levados a hospitais em Tallahassee, com alguns machucados após a tempestade com queda de galhos de árvores, disse Allison Castillo, diretora de serviços de emergência no Capital Regional Medical Center.
(Por Rod Nickel; reportagem adicional de Devika Krishna Kumar, Gina Cherelus, Scott DiSavino, Dan Whitcomb, Brendan O'Brien, Gary McWilliams, Liz Hampton, Andrew Hay, Alex Dobuzinskis e Humeyra Pamuk)

Fonte:https://www.msn.com/pt-br/noticias/mundo/furac%C3%A3o-michael-deixa-casas-devastadas-e-%C3%A1rvores-ca%C3%ADdas-em-passagem-pela-fl%C3%B3rida/ar-BBOfNSI

terça-feira, 9 de outubro de 2018

SANTA QUITÉRIA - LOJAS SÃO ARROMBADAS E SAQUEADAS DURANTE A MADRUGADA NO DISTRITO DE LISIEUX


Foto: Divulgação
Moradores do distrito de Lisieux, no município de Santa Quitéria, foram surpreendidos com a ação de criminosos na madrugada desta segunda (08), quando duas lojas foram arrombadas e saqueadas.
O fato se deu por volta de 4h, quando três indivíduos chegaram no local em um carro de cor branca, arrebentaram os portões e adentraram. No interior das lojas, os assaltantes fizeram um verdadeiro quebra-quebra, além de levarem vários produtos.

A proprietária de uma das lojas foi ameaçada pelos criminosos, quando foi observar o que estava acontecendo e teve duas armas apontadas para sua cabeça, quando ordenaram para que voltasse para dentro de casa, senão a matariam.
A Polícia Militar foi acionada ainda durante a madrugada, esteve no local e fez diligências, mas até o fechamento desta matéria, sem êxito na identificação e na captura dos suspeitos.

Fonte: A Voz de Santa Quitéria

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

CEARÁ - DEPUTADO ESTADUAL MAIS VOTADO É UM ESTUDANTE DO PSL DE BOLSONARO


Foto: Divulgação/Facebook/O Povo
O estudante André Fernandes, do PSL, ganhou mandato de deputado estadual e, de quebra, ficou em primeiro lugar com votação superior a 79 mil sufrágios. Ele é do partido do candidato a presidente da República, Jair Bolsonaro.
Nas redes sociais, André batia duro na gestão do governador Camilo Santana (PT), principalmente na área da segurança pública.

Em alguns vídeos, chegou a chamar Camilo de “frouxo”.
(Foto – Facebook)
http://blogdoeliomar.com.br/2018/10/07/deputado-estadual-mais-votado-do-ceara-e-um-estudante-do-psl-de-bolsonaro/

Fonte: Blog do Eliomar de Lima/O Povo

Camilo Santana, do PT, é reeleito governador do Ceará

Atual governador superou com folga outros quatro concorrentes ao cargo.Camilo Santana, do PT, foi reeleito neste domingo (7) governador do Ceará para os próximos quatro anos.
Com 100% das urnas apuradas, Camilo teve 3.457.556 votos. O segundo colocado, General Theophilo (PSDB), teve 488.438 votos.
Em entrevista no comitê após o resultado das eleições, o governador reeleito com 79,94% dos votos, Camilo Santana disse receber o resultado com “gratidão ao povo cearense”.
“Isso aumenta mais minha responsabilidade, eu dediquei muito desse primeiro mandato a trabalhar muito pelo Ceará, pelo cearense. Momento difícil, crise econômica, crise política, seca no Ceará, mas nós trabalhamos muito. Muito diálogo, muita parceria, respeitando as pessoas e, pra mim, essa votação é um reconhecimento desse trabalho. Repito: serei eternamente grato ao povo cearense. A única forma que tenho de retribuir essa votação é trabalhando muito”, reforçou.
A reeleição leva o petista ao segundo mandato como governador do estado. Camilo Sobreira de Santana é natural do Crato, uma das três principais cidades do Sul do Ceará. Ele nasceu em 3 de junho de 1968, filho de Eudoro e Ermengarda Santana. É casado com Onélia Leite e tem dois filhos, Pedro e Luiza. Ele tem como vice a professora Izolda Cela (PDT).
Camilo é engenheiro agrônomo e mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Iniciou a vida pública como servidor público federal do Ibama e foi superintendente adjunto do órgão no Ceará em 2003 e 2004.
Fonte: G1/CE